• moriafm917

3 milhões podem perder prazo e ficar sem abono de até R$ 1.100 do PIS-PASEP


Mais de 3 milhões de brasileiros ainda não sacaram o abono salarial do PIS-PASEP de até R$ 1.100. Os valores podem ser retirados até 30 de junho. Caso o saque não aconteça dentro do prazo, os recursos retornam para a conta do Fundo de Amparo ao Trabalhador.

Este abono salarial vale para quem quem trabalhou com carteira assinada ou como funcionário público em 2019 ou antes e ainda não sacou os valores. O valor a ser recebido varia de acordo com o número de meses trabalhados.

O valor máximo é de R$ 1.100 para quem trabalhou durante 12 meses do ano-base. Para quem trabalhou um mês dentro do período, por exemplo, o abono é de R$ 92.


Para 2021, o governo decidiu adiar o pagamento do PIS/PASEP para 2022. A decisão vai prejudicar cerca de 10,8 milhões de trabalhadores brasileiros.

Estão inclusos nesse montante, todos aqueles que trabalharam por no mínimo 30 dias em 2020 com carteira assinada e estão dentro de todos os outros requisitos.

No ano passado, devido à pandemia do coronavírus, o governo adiou o pagamento, que foi concluído em fevereiro desse ano, com a antecipação de alguns grupos de trabalhadores.

O PIS-PAsep é um abono pago a trabalhadores do setor público ou privados que atendem a algumas regras. Os servidores públicos com direito ao Pasep recebem do Banco do Brasil, enquanto os trabalhadores formais recebem o PIS pela Caixa Econômica Federal.


Podem receber o abono salarial, os brasileiros que trabalharam por pelo menos 30 dias, com carteira assinada, no ano de 2020.

Além disso, o ganho deve ter sido de no máximo dois salários mínimos por mês, durante o período em exercício.

O trabalhador também precisa estar inscrito no PIS há pelo menos cinco anos e a empresa deve ter informado os dados do empregado de forma correta ao governo brasileiro.

O valor pago varia de R$ 92 até um salário mínimo, ou seja, R$1.100, de acordo com o tempo de trabalho. Para saber quanto vai receber, basta multiplicar a quantidade de meses atuando por R$ 92.

Os beneficiários podem saber se possuem direito das seguintes formas:

PIS (trabalhador de empresa privada):

Por meio do aplicativo Caixa Trabalhador No site da caixa (www.caixa.gov.br/PIS), clique em “Consultar pagamento”. Pelo telefone de atendimento da Caixa: 0800 726 0207.

Pasep (servidor público):

Pelos telefones da central de atendimento do Banco do Brasil: 4004-0001 (capitais e regiões metropolitanas); 0800 729 0001 (demais cidades) e 0800 729 0088 (deficientes auditivos).

2 visualizações0 comentário