• moriafm917

Governo Federal receberá mais 3,4 milhões de doses da Coronavac, produzidas pelo Butantan


Mais 3,4 milhões de doses da Coronavac devem ser entregues pelo Instituto Butantan ao Governo Federal, na próxima terça-feira (23). A informação foi anunciada pelo governador de São Paulo, João Dória (PSDB), nesta quarta-feira (17).


De acordo com ele, o Butantan vai entregar o total de doses para o Ministério da Saúde, sendo que será repassada em média 426 mil doses por dia. “A nossa orientação é agilizar todos os processos para permitir que as vacinas cheguem o mais rapidamente para todos os brasileiros”, disse Dória em entrevista.


Segundo o portal G1, o diretor do Butantan, Dimas Covas, confirmou a entrega de doses já na terça-feira (23). Entretanto, destacou que serão enviadas ao Ministério 426 mil doses no primeiro dia.


Assim, a mesma quantidade será liberada por oito dias, até serem entregues os 3,4 milhões de doses. “Mas não paramos, isso é só a primeira entrega que é parte do contrato. Continuamos e espero não parar mais porque não temos mais problema de matéria-prima”, relatou Covas.


Ele disse ainda que o Instituto deve escalar a produção e a partir de abril “possivelmente vamos dobrar essa produção”. Na última terça-feira (16), o Ministério da Saúde assinou contrato para receber mais 54 milhões de doses da Coronavac.


Assim, somadas comas 46 milhões de doses já adquiridas pela pasta, serão 100 milhões de doses da vacina contra o coronavírus para o Governo Federal. De acordo com o contrato, todas as doses deverão ser entregues até setembro de 2021.


Então, a pasta destaca ainda que o Instituto deve entregar 52 milhões de doses para o governo até o final de abril. Antes do novo contrato, era esperado apenas os 46 milhões até esta data. Entretanto, na terça-feira (16), Covas disse que o Butantan pretende aumentar a capacidade de envases.


Nós vamos fazer todo o esforço para adiantar a produção e essa entrega e esperamos que, no máximo em agosto, tenhamos a entrega total de 100 milhões de doses”, afirmou Dimas Covas. O governador de SP informou que o Instituto dobrou o número de funcionários que trabalham todos os dias no envase do imunizante. Assim, são 300 pessoas atuando no processo.


O diretor do Butantan pretende que a capacidade de envase dobre a partir de abril, sendo possível finalizar até dois milhões de doses por dia. O aumento será possível se uma fábrica utilizada para a vacina contra a gripe, passar a ser para produção da Coronavac.

3 visualizações0 comentário

© 2023 Desenvolvido por Indoor Brasil

Moriá FM Rua Artur Bernardes, 1246, Bandeirantes/MS