• moriafm917

Melhoria na oferta de energia garante ampliação da produção agrícola e industrial em Bandeirantes


A inauguração da ampliação da Subestação de energia em Bandeirantes nesta sexta-feira (05), é estratégica para proporcionar a expansão industrial no município e dar condições melhores para a atuação da agricultura.


A Energisa Mato Grosso do Sul investiu R$ 6,5 milhões na obra, que irá


beneficiar 8,3 mil clientes das áreas urbanas e rurais. Além de Bandeirantes, a obra vai beneficiar Jaraguari, Corguinho, Rochedo, São Gabriel do Oeste e Camapuã.


O investimento do Energisa atende a uma demanda de empresários locais, que a partir de agora terão mais estabilidade e qualidade na energia recebida. Isso é passo fundamental para o desenvolvimento econômico da região, tanto para dar condições melhores aos já instalados quanto para atrair novos negócios empresariais ou rurais”, explica o titular da Semagro, secretário Jaime Verruck.


O município está em expansão agrícola e empresarial. Em cinco anos, a área de plantio de soja em Bandeirantes passou de 56.150,00 ha (safra 2015/2016) para 81.514,14 ha (safra 2019/20), esse aumento de área representa um crescimento de 45%.


Prefeito interino Edervan Gustavo Sorte afirma que a subestação é um presente para o município, que certamente vai atrair novos investimentos. “Temos certeza de que Bandeirantes vai crescer, com aumento da soja e novas empresas. De forma otimista esperamos ter que aumentar essa subestação nós próximos três anos”.


Entre as oportunidades geradas pela subestação, está a irrigação de 800 hectares da Agrogrande agropecuária. O proprietário Leonardo Airton Dall Agnol explica que para rodar os oito pivôs centrais inaugurados há um mês, estava usando geradores a diesel, com capacidade para rodar apenas 25% do total.


A energia vai garantir utilizar 100% dos pivôs e com metade do custo. Sem a subestação não conseguiríamos viabilizar a irrigação, apenas em momentos pontuais de estiagem e sem a possibilidade de fazer três safras”, afirma Leonardo.


Renato Gasparini, diretor comercial da Imbaúba, afirma que sempre houve muita oscilação de energia no laticínio. “Essas quedas de energia prejudicavam tudo, queimava equipamento, parava a produção, tínhamos que recomeçar. Hoje, pela primeira vez choveu e não houve quedas, estamos muito felizes”.


O investimento aumenta em cinco vezes a capacidade da subestação, por meio da substituição de uma fonte de energia de 34 mil volts por uma de 138 mil volts, garantindo maior robustez do sistema elétrico. A expansão torna a rede elétrica menos suscetível às interrupções de energia, bem como viabiliza o desenvolvimento do agronegócio nesta importante região produtora.


As subestações são responsáveis pelo início da distribuição da energia e funcionam como pontos de entrega de energia para os consumidores. O diretor-presidente da Energisa, Marcelo Vinhaes, ressalta os ganhos de qualidade do serviço: “a ampliação da capacidade da Subestação Bandeirantes fomenta o potencial econômico da região, por meio da industrialização tanto na área urbana quanto na área rural, bem como promove o desenvolvimento local com a geração de emprego e novos negócios”, finaliza.

2 visualizações0 comentário

© 2023 Desenvolvido por Indoor Brasil

Moriá FM Rua Artur Bernardes, 1246, Bandeirantes/MS