• moriafm917

Novos lotes de vacina chegam a partir do dia 7 de fevereiro em Mato Grosso do Sul


Mato Grosso do Sul deve receber novos lotes de vacina do Ministério da Saúde, entre os dias 7 e 13 deste mês, de acordo com informações do secretário municipal de Saúde, José Mauro Filho.


Mauro Filho afirma que o governo do Estado comunicou à Secretaria

Municipal de Saúde que a chegada de novas vacinas para a Capital ocorrerá na segunda semana de fevereiro. De acordo com o secretário, caso não cheguem novos imunizantes, o cronograma de vacinação será interrompido até o recebimento de um novo lote.

Por isso que segmentamos por idade, para controlarmos o público que temos e quem vai ser vacinado. Assim conseguimos retornar à imunização a partir da idade em que parou, quando chegarem novas vacinas”, afirma.

Caso sejam entregues mais de 36 mil doses de vacina, o necessário para imunizar todo o primeiro grupo prioritário de idosos, o calendário de vacinação poderá ser antecipado para outros grupos. “Assim conseguimos antecipar o calendário, abrir para idades menores, acima de 75 anos”, frisa o secretário.


O chefe da Sesau ainda relata que, nesta quarta-feira, o drive-thru para vacinação, localizado no Parque Ayrton Senna, será aberto para atender o público.

Vamos abrir o drive-thru na quarta para quem fez o cadastro e ver as prioridades. Só estamos esperando as últimas aprovações. Já o polo do Guanandizão será aberto apenas quando o público-alvo for maior”, pontua.


Idosos que fazem parte do grupo prioritário na primeira fase de imunização já podem ser vacinados a partir de hoje. A Prefeitura Municipal de Campo Grande montou uma estratégia para vacinar o grupo de pessoas com 80 anos ou mais em 18 unidades de saúde estratégicas espalhadas pelas sete regiões urbanas do município.


Para imunização do primeiro grupo prioritário, o governo de Mato Grosso do Sul disponibilizou 3.600 doses da vacina Coronavac, que chegou no último lote do imunizante. Segundo o Plano Municipal de Vacinação Contra a Covid-19, da Sesau, idosos com 80 anos ou mais somam 18.015 pessoas na Capital.

As doses iniciais serão aplicadas seguindo o cronograma de idades estabelecido até os imunizantes esgotarem.

9 visualizações0 comentário