• moriafm917

Trabalhadores nascidos em março têm até esta segunda para fazer saque-aniversário do FGTS


Os trabalhadores que nasceram em março e que têm saldo no FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), têm até esta segunda-feira (31) para realiza o saque-aniversário, que pode ter parcela adicional de até R$ 2,9 mil. O período para retirada do benefício começa no primeiro dia útil do mês do aniversário do beneficiário e vai até o último dia útil do segundo mês subsequente. Por exemplo, se o trabalhador nasceu em 15 de março, seu saque-aniversário estará disponível de 15 de março a 31 de maio. Caso o beneficiário não saque o dinheiro até a data limite, ele volta automaticamente para sua conta no FGTS. Para aderir à modalidade, o usuário deve fazer a opção no aplicativo do FGTS ou em agências da Caixa. Pelas regras definidas para esse tipo de saque do FGTS, a adesão ao programa pode ser feita a qualquer momento, mas se a pessoa quiser sacar o dinheiro no mesmo ano tem que formalizar essa opção, fazendo a opção até o último dia do mês de seu aniversário. Segundo a Caixa, mais de 9,7 milhões de trabalhadores optaram por essa modalidade e poderão sacar o dinheiro conforme o calendário de pagamentos. A quantia que liberada todo ano para quem migra para o saque-aniversário depende do saldo somado de suas contas no fundo de garantia (para quem tiver mais de uma). Há sete faixas de pagamento. Para trabalhadores com saldo acima de R$ 500, é acrescida uma parcela adicional fixa em reais, além de um percentual do fundo. Embora as datas estejam pré-estabelecidas, é importante que o trabalhador confira o regime de funcionamento das agências da Caixa no dia em que pretende sacar o dinheiro. Em 31 de dezembro, por exemplo, os bancos não abrem, e a retirada do benefício só estará disponível pelo aplicativo do FGTS. A opção pode ser realizada no aplicativo do FGTS, no site fgts.caixa.gov.br, no internet banking da Caixa ou nas próprias agências. Os trabalhadores que optarem pelo saque-aniversário até o último dia do mês de seu nascimento poderão receber o valor no mesmo ano. Ou seja, quem nasceu em janeiro, por exemplo, tem até o próximo dia 31 para escolher a modalidade e receber o dinheiro ainda em 2021. A migração não é obrigatória. Quem não fizer a adesão, permanecerá na regra do saque-rescisão, que permite acesso ao fundo para compra da casa própria, aposentadoria e demissão sem justa causa, além de outras situações previstas em lei.

2 visualizações0 comentário